Montag, 2. Februar 2009

Amigos

Meus amigos me amparam, aconselham, consolam, mimam, fazem rir. Tenho amigos de muitas idéias, cores, origens, espécies e idades. Uns de boa família, outros nem tanto. Alguns são pobres outros ricos, mas pra mim todos lindos.

Nos meus piores e melhores momentos lá estão eles me apoiando, dando bronca, entendendo, me fazendo rir ou rindo de minhas besteiras. Cada qual de sua forma e com seu jeito especial que os eleva a condição de MEUS AMIGOS. Sou uma mulher de tanta sorte que se fosse fazer uma lista de meus amigos, faltaria lugar no blog. Dispenso portanto, a tal lista. Meus amigos sabem sem dúvida quem eles são.

O mal de se viver tão longe é que a gente não pode ter os velhos amigos sempre por perto. A amizade passa a ser vivida em pequenos fragmentos. Um pouquinho quando se recebe visita, mais um pouquinho quando se volta à casa. A tecnologia empresta mais um pouquinho. Mas para uma pessoa como eu isso nunca basta. Queria morar com todos os meus amigos, estar com eles a todo momento, ouvir suas vozes a cada segundo, saber o que eles estão pensando... Muita gente deve achar meio louco isso. Eu acho que é maravilhoso (e doloroso) ser apaixonada por meus amigos.

Keine Kommentare:

Kommentar veröffentlichen