Sonntag, 29. Juli 2012

Outro olhar

Imagem: Pixabay


Adoro ter visita em casa.  E não só aquelas que dão uma passadinha lá em casa. Eu também adoro as visitas vindas de outras cidades e que ficam dias. Eu nem chego a discordar com o dito popular que diz que visita é igual a peixe - depois de três dias começa a feder - mas é que mesmo os peixes que já passaram por minhas casas, seja aqui em Salvador ou em Bremen, sempre me ofereceram uma coisa que eu considero única e muito especial: um novo olhar sobre minhas velhas cidades.

Eu nasci em Salvador, vivi aqui initerruptamente por 24 anos e só então fui conhecer um outro continente. Fui chegando e fazendo dele minha segunda casa. Nessa brincadeira, 10 anos se passaram e o Velho Continente acabou de fato virando jornal velho pra mim. Isso é de certa forma triste demais, já que um prêmio que se ganha quando se vai pra tão longe de casa é exatamente a oportunidade de se poder voltar a ver o mundo com um olhar curioso, inocente e questionador.  E é por isso que eu adoro minhas visitas. Elas enxergam o que eu não vejo mais, questionam coisas que nunca tinham passado pela minha cabeça e despertam o meu olhar pra coisas interessantes quando ele vai adormecendo. 

Porque eles não deixam que eu me acostume demais com as coisas, porque eles não deixam que nada seja normal demais por muito tempo e por sempre me oferecerem razões para rever coisas belas é que eu digo a quem quiser me visitar: sejam bem vindos sempre!

Keine Kommentare:

Kommentar veröffentlichen